watercolor-pencil-landscape-painting-house-trees-countryside-by-Aine-Bea

Canções para a criatividade - como a música pode te ajudar a entrar na zona criativa

Quando começamos a viajar era muito difícil para mim entrar no modo trabalho, especialmente quando se tratava de tarefas criativas. Tantas coisas novas acontecendo, flores, paisagens, lugares para ir, comida para provar – eu estava sendo bombardeada com inspiração o tempo todo e muitas ideias novas pipocavam na minha na cabeça. A maior dificuldade era de fato sentar e fazer o trabalho. A inspiração e a vida acontecendo lá fora era uma tentação constante, me concentrar era uma tarefa quase impossível. Combinado com o fato de que eu não tinha nenhum cantinho de trabalho para chamar de meu, como eu costumava ter. Nenhuma vela para acender, nenhuma mesa organizada para só chegar e me conectar, nem mesmo todos os meus materiais de arte estavam comigo. Sem dúvida, o não ter um lugar que meu cérebro pudesse associar com o fazer criativo era o que pesava mais. Eu precisava encontrar uma constante, um gatilho que meu cérebro pudesse reconhecer como "é hora de criar".

Você já sabe a resposta: música!

A ideia inicial era coletar em uma playlist algumas músicas que me inspirassem em geral. Melodias que ressoavam aqui dentro, por causa das vibrações sonoras e/ou por causa das letras que estavam fazendo sentido naquele momento da minha vida. Essas músicas familiares no topo da lista desempenharam um papel importante. Como não havia nada de novo para o meu cérebro descobrir nelas, elas não eram uma distração. Depois o Spotify começou a sugerir outras canções para acrescentar à essa playlist. Muitas delas eu nunca havia escutado antes ou escutei uma ou duas vezes em minha vida. Fui adicionando apenas as que eram interessantes à primeira vista, e algumas eu cortei depois, quando percebi que não estavam me ajudando a permanecer focada na criação.

Funcionou assim

  • A primeira música já estava tocando nos fones de ouvido antes mesmo de eu iniciar o trabalho, quando estava coletando o material que eu iria utilizar e organizando a área de trabalho para o dia. Todo vez a playlist começava pela mesma canção familiar. Uma que me fizesse sentir bem e animada, e que não exigia do meu cérebro nada mais do que apenas aproveitar o momento. Após algumas canções (as primeiras da lista, todas familiares ao meu ouvido) eu já estava focada e desenvolvendo a tarefa criativa sem nem sequer me dar conta.

  • Quando as novas músicas começavam a tocar eu já estava tão concentrada e dentro da zona criativa, que elas funcionavam mais como estímulo de fundo em vez de distúrbios, elas incentivavam o meu cérebro a criar ainda mais. As músicas desconhecidas ao ouvido também foram muito importantes neste experimento. É quase como adicionar intuitivamente novos temperos ou ingredientes na panela quando se cozinha. E todo processo criativo aprecia ser apimentado.

  • A playlist crescia a cada vez que eu a escutava. Se você não está familiarizado com Spotify, a plataforma continua tocando músicas relacionadas após o fim da lista de reprodução. Ocasionalmente, as sugestões eram tão pontuais e funcionavam tão bem no meu fluxo que eu simplesmente adicionava. Spotify, the platform keeps playing related songs after the playlist is over. Occasionally, the suggestions were so on point and worked so well in my flow that I just kept them.

Estamos viajando desde o início de 2021e eu tenho criado uma nova playlist a cada ano. A Studio 2021, Studio 2022 fazem parte da minha rotina diária, e já estou montando a playlist Studio 2023, é claro. O interessante é que de tanto escutar essas músicas, elas não só se tornaram uma trilha sonora dos lugares que visitei naquele ano, mas também dos designs que criei enquanto as escutava. Quando elas tocam ao acaso, eu automaticamente sou transportada para aquele lugar e para aquele momento da minha carreira. Me dei conta que talvez eu venha a ter uma coleção muito interessante de playlists que refletem o meu caminho e a minha carreira daqui a alguns anos. Não é legal isso?

Quer conferir as playlists?

Caso você queira explorar as playlists ou seguir elas no Spotify, estou compartilhando os links, uma breve descrição e alguns fatos que você pode gostar de saber sobre elas logo abaixo. Talvez você consiga sentir a vibe dos lugares que eu estava quando elas tocavam sem parar, e até reconhecer nelas alguns dos meus designs. Se isso acontecer, eu adoraria saber.

Experimente e seja feliz criando

Pode levar algum tempo para lapidar a sua playlist e para treinar seu cérebro a reconhecer ela como um gatilho. Eu demorei algum tempo para chegar lá e também para perceber como a playlist estava funcionando. Mas se há uma coisa que me ajudou e ajuda a manter o foco e avançar em meus projetos enquanto viajo, foram essas playlists. Se você sabe que vai viajar ou que está prestes a enfrentar mudanças em sua rotina que podem perturbar a sua produtividade e concentração, você pode implementar esta estratégia com antecedência. Desta forma, quando você começar a viver estas novas rotinas ou a falta delas, o seu cérebro já estará treinado e será muito mais fácil enfrentar esses desafios. Confie em mim, esta playlist pode ser uma grande aliada para alcançar os seus objetivos criativos.

Você vai experimentar? Como você vai nomear a sua playlist? Eu adoraria saber se esta estratégia funcionou para você (e seguir suas playlists também, é claro). Não se esqueça de compartilhá-las comigo. Eu adoro descobrir novas músicas, como dá para imaginar.

A playlists que me motivaram

Playlist

54 músicas | 3h30min

Vibe
descontraída, alegre, e relax

Estilo
um mix de blues, R&B, blues-rock, folk, jazz, rock, e outros

Cenário
As ilhas paradisíacas dos Açores, primeiro São Miguel e depois Faial

O que eu estava fazendo
Trabalhando meio turno no jardim e cuidado de bichinhos de estimação, outro meio turno finalizando a coleção The Beginning, começando a coleção Thirty Days of Flowers, trabalhando em meu portfolio e organizando formas de coletar inspiração para serem utilizadas no futuro.

Inclui
The California Honeydrops, Odetta, Mountain Man, Elvis Presley, Tom Waits, Pink Floyd, The Modern Lovers and others.

Playlist

21 músicas | 1h24min

Vibe
"Go get it", velozes e enérgicas, com algumas letras engraçadas no meio. Por falar em letras, essa playlist é multilíngue, bem diversa, e para mim funciona como um ativador para o cérebro. Eu compreendo e posso falar um pouco em todos os idiomas presentes na playlist. E ter algumas canções alemãs seguidas por italianas, e uma que outra brasileiras no meio - literalmente leva meu cérebro para a academia.

Estilo
rock, eletrônica, Lo-Fi, funk e outros

Cenário
Comecei o ano na ilha do Faial, em Portugal. Fui para Berlim e Stuttgart, na Alemanha. E depois Amsterdã, nos Países Baixos (esteja preparado para uma playlist cantada em muitas línguas diferentes)

O que eu estava fazendo
Cuidando de bichinhos de estimação por meio turno, desenvolvendo a coleção Thirty Days of Flowers, atualizando website, contactando empresas e melhorando a técnica de design, pintura e desenho.  

Inclui
Queen, Aaron Taylor, Le Tigre, Peter Schilling, Flavien Berger, Le Feste Antonacci and others

Uma amostra das músicas

Aqui você pode ver a lista das músicas e até escutar um pedacinho delas. Para ouvir toda a playlist você precisará estar logado no Spotify. Se você der uma passada na plataforma, eu tenho muitas outras playlists que você pode vir a gostar , sinta-se à vontade para explorar 

Comentários

Escreva um comentário