Hand holding a branch with little flowers on it announcing changes at Aline Bea

Pequenas grandes mudanças na comunicação

Tempo de leitura: menos de 10 minutos

Nesse post eu compartilho um pouco sobre as pequenas grande mudanças que vou começar a implementar na forma como me comunico com você, e que inclui um afastamento das plataformas de terceiros (ou seja, Instagram, que é a que eu mais tenho utilizado). Naturalmente, novas formas de comunicação implicam pequenas mudanças no tipo de conteúdo, formato, e na forma de servir. Fique por dentro do que tenho planejado para nós, receba o meu convite para explorar novas formas de comunicação no mudo virtual, e espero que compartilhe da minha empolgação com o que vem por aí. 

Se você é um uma pessoa que produz conteúdo, espero que esse post lhe mostre que não estás só. Há muites outres como nós desejando mudanças nessa área. Espero que essa leitura traga alguns pontos interessantes para pensar, e quem sabe lhe ajude a decidir qual é a melhor estratégia para o seu negócio, aquela que melhor cabe no tipo de vida que você está tentando criar.

Esse não era para ser um post sobre redes sociais, mas acho que é impossível escrever sobre comunicação sem ter essa conversa. Nós todos direcionamos tanto da nossa atenção para as ferramentas dessas plataformas nesses últimos anos, para marketing, para encontrar o nosso público, para conhecer pessoas, conectar, que comunicar parece quase impossível fora das redes sociais.

Aquela conversa sobre Instagram

Eu sei, você sabe, tá uma m*.

Instagram é a plataforma que eu tenho utilizado para me conectar com você desde o início. Eu dediquei a maior parte dos meus esforços de comunicação nesses últimos três anos ao Instagram. Tanto que é provável que você me tenha conhecido por meio da plataforma, e serei eternamente grata por isso. Por você e por muitos outros bons amiges que conheci por lá. Mas o fato de eu estar evitando o Instagram ultimamente, significa que eu não estou me comunicando com você tanto quanto gostaria. O me faz sentir-me desconectada do meu público, e isso tem sido muito desconfortável. 

Eu raramente vejo as publicações das pessoas que optei por seguir em meu feed. Parece que cada vez mais estamos perdendo o controle do conteúdo que estamos consumindo na plataforma. Me sinto sendo manipulada. Afinal de contas, estou gastando meu tempo vendo coisas que algum algoritmo qualquer quer que eu veja. Ou me esforçando para criar conteúdo interessante e inspirador para meu público, mas a maioria dos meus seguidores não as veem. E não sei exatamente por que, mas rolar o feed do IG nessas últimas semanas tem me consumido energia e inspiração. Me sinto completamente drenada após uns minutos por lá. 

Além disso, sempre há a possibilidade (não tão irreal) de ter seu perfil retirado do ar sem aviso prévio. Ou a incerteza da continuidade da plataforma. Não, há muitos buracos nessa cesta para que eu continue colocando tantos ovos dentro dela.

Eu quero que meu trabalho seja visto, mas o mais importante, eu quero que isso aconteça em um lugar inspirador, cercado de pessoas interessantes, trocando e alimentando conexões duradouras nesse mundo virtual. E estabelecer as bases dessas relações em plataformas de não é uma boa ideia.

Não vou fechar minha conta do Instagram , tão pouco abandonar ela. Apenas vou redirecionar minha atenção para além da plataforma. O que você verá por lá de agora em diante será um subproduto das ações que venho realizando em outros ambientes virtuais. O conteúdo visual permanecerá o mesmo, mas as legendas e as conversas em geral serão mais breves. O Instagram continuará sendo um bom lugar para acompanhar a minha jornada, para se manter atualizado sobre novos designs, coleções e colaborações, e as mensagens diretas continuarão sendo respondidas. Apenas vou começar a oferecer novas e mais confiáveis maneiras de se conectar comigo. Em "lugares" que me inspiram e onde posso realmente dar o melhor que tenho a oferecer.

As pequenas grandes mudanças

Eis o plano: tudo que eu colocar nesse mundo aparecerá primeiro no meu blog e newsletterNovos designs, projetos, colaborações, como vai a vida nesse lado do oceano, e novos recursos gratuitos que vou começar a oferecer (estou tão animada com isso!) – você encontrará primeiro aqui no blog.

Meu blog é o novo Instagram

Eu até mudei o layout da página do blog para um grid, mais parecido com o que você está acostumade a ver no Instagram.

Mas você terá de fazer o esforço de visitar o meu site , o que não é algo tão intuitivo quanto se deparar com o meu conteúdo no seu feed todo dia. Isso requer um pouco de intencionalidade de sua parte. Eu sei que isso não é para todo mundo. Não se preocupe, você sempre vai me ter no Instagram também (se o algoritmo decidir mostrar meu conteúdo, é claro). E se é nas redes sociais que você quer se conectar comigo, você ainda vai ver as headlines do que está acontecendo, sempre acompanhadas de um convite para checar o site e o blog quando algo novo for publicado. Vou fazer o mesmo com as plataformas Pinterest e LinkedIn. Não vão faltar sinais para lhe lembrar de visitar o blog e o site para acessar o conteúdo completo.

Minha lista de e-mail é a cereja do bolo

Uma vez ao mês (ou mais, se for um mês muito interessante), vou enviar newsletter com alguns destaques da vida do lado de cá, novos designs, colaborações e links para os blogs publicados naquele mês. Assinantes também terão acesso exclusivo a recursos gratuitos que não vou ofertar em outros canais. O e-mail passa a ser a sua linha direta comigo, e espero inspirar vocês tanto quanto estou me sentindo inspirada pelo conteúdo que tem chegado à minha caixa de entrada.

Deu aquela revirada de olhos quando eu falei newsletter, logo ali? Eu entendo; eu mesmo estava revirando os olhos há alguns meses, provavelmente pelo mesmo motivo: mais uma newsletter para ler, que bom. Mas se estiver disposte, gostaria de compartilhar, rapidinho, o que me fez mudar de ideia e também alguns pensamentos que têm cruzado por aqui e me levaram a essas mudanças que estou propondo.

Nessas semanas em que tenho evitado o Instagram, acabei passando mais tempo na minha caixa de entrada, e refletindo, naturalmente, no tipo de conteúdo que estava recebendo por lá. Ao fazer uma limpeza já há tanto tempo esperada, e convidar novas newsletters a este espaço, de forma bem intencional e seletiva, consegui por fim criar um espaço virtual que me inspira. Que me traz alegria, instiga minha curiosidade e onde estou adorando passar meu tempo. Eu até me peguei respondendo a algumas das newsletters e e-mails que recebi. Alguma vez você já respondeu uma newsletter e por acaso acabou iniciando uma conversa com a pessoa do outro lado? É tão libertador! Muito mais poderoso para se conectar com o outro do que qualquer rede social por aí. Nossa caixa de entrada é talvez o único espaço da internet onde nós ainda podemos ter um pouco mais de controle sobre o que estamos consumindo de informação e quando vamos consumir. Se você ainda não está cuidando desse seu espaço virtual, fica o convite para que experimente. Você pode começar como eu, visitando o link in bio das páginas e pessoas que você tem acompanhado no Instagram, provavelmente eles terão um link para assinar a newsletter por lá. Assine essas newsletters, fique o tempo suficiente para que receba algumas mensagens, e assim decida se o que essas pessoas estão enviando é algo inspirador, informativo, ou se atende qualquer uma das suas expectativas. Se não é, cancele a inscrição. Esse é o seu endereço virtual, suas regras. E é isso que faz desse espaço algo tão especial.

Resumindo, eu estou me agarrando na coragem aqui, investindo meu tempo e esforços de comunicação nos meus próprios canais, na esperança de que você e outros tantes que chegarão por aqui, decidam ficar, só porque o conteúdo é legal, inspirador e interessante. E os canais mais confiáveis e sólidos para que eu possa lhe oferecer isso são a minha newsletter e blog . Não faço ideia de onde isso vai levar, a nós, e à minha marca. Mas você e eu seremos os únicos decidindo os caminhos que vamos trilhar, sem sermos conduzidos por algoritmos de terceiros. Lindo né? Eu mal posso esperar para ver o que o futuro nos reserva.

E tem mais.

Novos recursos gratuitos

Estou planejando criar e compartilhar mais recursos gratuitos com você, com mais frequência! Pense em arquivos de mockup, em artes para impressão, templates e muito mais. Vou reunir todos eles em uma nova página no meu site, para que seja mais fácil encontrá-los. E alguns desses recursos gratuitos estarão disponíveis apenas para assinantes da newsletter, é claro.

Vamos conectar no Pinterest e no LinkedIn também?

Toda a energia que o Instagram estava me sugando, eu venho recarregando no PinterestAdoro o quanto essa plataforma segue inspiradora, mesmo depois de tantos anos. Se você é uma pessoa visual como eu, precisa experimentar. E se você já está na plataforma, me segue lá e me envia uma mensagem, para que eu possa conectar consigo também.

Ah, e ando testando as bases no LinkedIn também . Até criei uma página empresarial para a minha marca - Aline Bea. Adoraria te ter como um contato por lá também: perfil profissional e empresarial.

Essas pequenas grandes mudanças implicam em muita adaptação de minha parte. Eu já escrevia blogs e newsletters antes, mas agora estamos em outro nível de demanda. Por isso peço um pouco de paciência comigo, enquanto experimento novas formas de me comunicar com você. E se em algum momento tiver alguma sugestão, comentário ou feedback para compartilhar, me envia uma mensagem . Sou toda ouvidos!

Tem muita coisa legal vindo aí, fique ligade!

Tags:
,
Comentários

Escreva um comentário